Estaria Deus morto?

Você já viu algum anúncio no jornal, na coluna de falecimentos avisando sobre o velório de Deus? Ou quem sabe na primeira página? Ou então uma notícia de última hora que interrompa seu programa favorito?

O que parece mesmo é que Ele morreu, pois não vemos hoje os milagres que aconteciam no passado. Muitos poderiam falar que Deus agiu através de Jesus, quando ele estava na terra… Mas devemos lembrar que o próprio Jesus disse: “Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim, fará também as obras que eu faço, e outras maiores fará, porque eu vou para junto do Pai” João 14:12 E depois que Jesus ressucitou, houve a descida do Espírito Santo e no mesmo dia 3000 pessoas foram batizadas após o discurso de Pedro. O que se seguiu formam inúmeros milagres, incluindo os feitos pelas mãos de Saulo de Tarso que ora teve seu nome mudado para Paulo (o apóstolo). Mas isso é passado! Aconteceu há dois mil anos atrás! Por que Deus não opera como antes? Será que Jesus ficou velho (lembre-se que Ele está vivo porque já ressucitou!)?

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus” João 1:1 – O Verbo aqui (com letra maiúscula) significa Jesus. Ele (Jesus) estava com Deus no momento da criação. Em Gênesis 1:26a “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança…” Perceba o termos façamos. Aqui está reunido o Deus tri-uno (Pai, Filho e Espírito Santo). Jesus estava lá. Há milhões de anos…

“Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente”. Hebreus 13:8 – Se Ele é o mesmo, por que Ele não opera tantos milagres como antigamente?

“Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com os ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aqueles que nele espera.” Isaías 64:4

Por que o milagre não chega?

“Eis que a mão do Senhor não está encolhida para que não possa salvar, nem surdo o seu ouvido para poder ouvir. Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça” Isaías 59:1,2

“Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim; e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. Confesseite o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei. Disse: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado.” Salmo 32:3-5

Podemos ver nesses dois versículos que o que nos impede de sermos ouvidos e atendidos pelo Senhor são os nossos pecados. Uso sempre uma ilustração até mesmo infantil para ensinar a respeito do pecado. A cada novo pecado que cometemos, é como se fosse um pequeno tijolinho espiritual sobre a nossa cabeça. Você pode pensar que somente um tijolinho não fará diferença! Mas a verdade é que para nossa oração fluir não podemos ter nenhum impedimento entre nós e o Pai. Algumas pessoas vivem sem critérios de moral, honra, dignidade, verdade… Fazem o mal, mentem, roubam, praticam iniquidades, buscam salvação em outros deuses além de Jesus, entre outras coisas. Algumas fazem todas essas coisas, outras pessoas praticam apenas uma ou outra. Independente do nome do pecado (que na verdade a relação seria muito longa para ser citada), o que importa é que a cada nova ocorrência, haverá um novo tijolinho de impedimento da nossa comunhão com Deus. É fácil chegarmos a conclusão assim que muitos não teriam um ou dois tijolos, mas uma Muralha da China inteira!

Há também uma história para ilustrar o tema, ocorrida na época da perseguição dos cristãos. Os governantes queriam acabar com o movimento cristão iniciado por Lutero e já difundido por boa parte da Europa. Já haviam queimados a muitos em plena praça pública chamando-os de hereges por não negarem ao seu Deus. Muitos tornaram-se mártires por afirmar até o fim que não deixariam de seguir a Jesus e foram mortos em arenas, comidos vivos pelas feras. E o que o governo ganhava com tudo isso? Quanto mais os perseguiam, mais eles se fortaleciam. Quanto mais os afugentavam, mais pessoas aderiam ao movimento. Então eles, reunidos, chegaram a um concenso: a única forma de fazer eles enfraquecerem é fazendo-os pecar. Dessa forma, se eles pecassem e pecassem, e não se consertassem com seu Deus, isso os afastaria d´Ele e logo diminuiria o número de seguidores fiéis.

E é realmente isso que acontece. As lutas e problemas do dia-a-dia são apenas novos argumentos para nos fazer achegar mais a Deus. Quem conhece a Deus e crê n´Ele, sabe que Ele é Todo-Poderoso e para Ele não há impossíveis. Deus pode responder nossas orações desde que elas estejam dentro de sua vontade própria ou permissiva, e que não seja um pedido egoísta (“Pedís e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres.” Tiago 4:3).

Algumas pessoas sentem-se tão pequenas, tão sujas, tão indignas que acham que Deus por ser santo não as poderia ouvir. Mas a Palavra de Deus diz: “Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito não o desprezarás ó Deus.” Salmo 51:17

Em Provérbios 28:13 temos: “O que encobre as suas transgressões jamais prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.” A prosperidade aqui não é apenas no sentido literal, material. Ela refere-se também à um crescimento geral na vida da pessoa, em todas as áreas. Algumas pessoas não prosperam na vida espiritual, não conseguem receber de Deus aquilo que buscam. Outras não conseguem ser felizes na área sentimental, outras na profissional e assim por diante. O pecado faz com que portas se fechem e outras não se abram. Pessoas são infelizes e frustradas por consequência de fatos do passado, onde feriram pessoas, feriram os princípios de Deus e não se consertaram. Outras foram feridas e se negam a perdoar.  O fato de não perdoarmos também é uma transgressão, pois a oração do Pai Nosso proclama: “e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado os nossos devedores” Mateus 6:12. Como consequência então, se eu não perdôo não adianta pedir perdão pelos meus pecados, pois ele me será dado na mesma medida que eu o pratico.

Nós fomos criados para adorar a Deus. Nosso altar de adoração deve ser limpo, nosso coração (emoções) devem estar claras e expostas diante de Deus. Deus tudo vê, tudo sabe. Mas Ele sempre vai respeitar a sua vontade. Portanto tudo deve ser conhecido diante de Deus e não há nada melhor do que tirar as máscaras e ser verdadeiro. É dentro dessa verdade que Deus vai operar na sua vida. Se o nosso altar estiver rachado, como poderemos oferecer sacrifícios agradáveis ao Senhor? Para que possamos ser como aroma suave diante de Deus precisamos estar limpos, pois “Ele é fiel e justo para perdoar os pecados e purificar de toda injustiça” IJoão 1:9.

Aquele que perseverar e for fiel até o fim, perseverando na verdade (reconhecendo sua condição de falho e sua necessidade de ajuda para vencer), vai então encontrar com Ele na glória, vai poder abraçá-lo e ter a visão do Jesus glorificado, que é o mesmo que vive hoje, poderoso para operar milagres na vida daqueles que buscam a santificação e que crêem. Eis sua aparência: “Voltei-me para ver quem falava comigo e, voltado vi sete candeeiros de ouro e, no meio dos candeeiros, um semelhante a filho do homem, com vestes talares, e cingido à altura do peito com uma cinta de ouro. A sua cabeça e cabelos são brancos como alva lã, como neve; os olhos como chama de fogo; os pés semelhantes ao bronze polido, como que refinado numa fornalha; a voz, como voz de muitas águas. Tinhas na mão direita sete estrelas, e da boca saía-lhe uma afiada espada de dois gumes. O seu rosto brilhava como o sol na sua força. Quando o vi, caí aos seus pés como morto. Porém ele pôs sobre mim a sua mão direita, dizendo: Não temas, eu sou o primeiro e o último, e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos, e tenho as chaves da morte e do inferno“. Apocalipse 2:12-18

Anúncios

Um comentário em “Estaria Deus morto?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s